Dois doidos conversando, ai um pergunta pro outro; -O que você vai pedir de presente de natal pro papai noel? ...E ai o outro responde:-Uma bunda nova!....-Ué mais por que?....-Porque minha bunda veio furada! rsrs, divirtam-se!

Comodidade Uol

Mural Comentários e Risos

Pesquisa personalizada

sábado, 30 de agosto de 2008

Julgando os Outros


Moral colocada de forma engraçada.
Esquecemos que se estivéssemos no lugar do 'outro' faríamos o mesmo ou até pior...
Primeiro, antes de julgar alguém, devemos analisar a situação com a cabeça fria, pois muitas críticas ou julgamentos vêem de nossas próprias emoções mau resolvidas ou em estado de ebulição.... O autor dessa piadinha não diz, mas nela está embutida os atributos inerentes ao elefente e a girafa, ou seja, muitos julgamentos apressados, ditos no calor das emoções, esquece completamente que o que se julga é algo INERENTE a vida do outro, pertence ao outro. Se for a cor da pele não dá nem para tentar modificá-la, se é do caráter, aí sim, se for ruim a pessoa pode se esforçar em se melhorar... Mesmo assim é melhor crer e agir que a pessoa está equivocada e que um dia despertará para outros horizontes, ao invés de julgar apenas denegrindo a imagem alheia.

Toda crítica ou julgamento deve ser bem analizada antes de ser proferida, e mesmo que seja verdadeira, deve ser dita com sabedoria, escolhendo-se bem as palavras. Devemos sim julgar os fatos e as pessoas pertinentes a eles, mas com prudência, bom senso, pensando na possível utilidade em se proferir um julgamento crítico.... caso contrário, relembro aqui..."não julgueis para nao serdes julgado'... lei de causa e efeito!

Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada
Loading...

Sobre Humor

***Nada mais humorístico do que o próprio humor, quando pretende definir-se (Friedrich Hebbel).
***O humor compreende também o mau humor. O mau humor é que não compreende nada (Millôr Fernandes).
***O humorismo é a arte de virar no avesso, repentinamente, o manto da aparência para por à mostra o forro da verdade (L. Folgore).
***O humor é a polidez do desespero (Chris Marker).
***O humor tem não só algo de liberador, análogo nisso ao espirituoso e ao cômico, mas também algo de sublime e elevado (Freud).

e-referrer