Dois doidos conversando, ai um pergunta pro outro; -O que você vai pedir de presente de natal pro papai noel? ...E ai o outro responde:-Uma bunda nova!....-Ué mais por que?....-Porque minha bunda veio furada! rsrs, divirtam-se!

Comodidade Uol

Mural Comentários e Risos

Pesquisa personalizada

sábado, 23 de agosto de 2008

Uma Questão de Prioridade

Uma senhora bem idosa estava no convés de um navio de cruzeiro segurando seu chapéu firmemente com as duas mãos para não ser levado pelo vento. Um cavalheiro se aproxima e diz:
  - Me perdoe, senhora...não pretendo incomodar, mas a senhora já notou que o vento está levantando bem alto o seu vestido?
  - Já, sim, mas é que eu preciso de ambas as mãos para segurar o chapéu.
  - Mas, senhora....a senhora deve saber que suas partes íntimas estão sendo expostas! - disse o cavalheiro.
A senhora olhou para baixo, depois para cima, e respondeu:

  - Cavalheiro, qualquer coisa que o Sr. esteja vendo aqui em baixo tem 85 anos. O chapéu eu comprei ontem!

***

Interessante, o riso vem do fato da senhora não se importar em mostrar as partes íntimas e sim temer peder seu chapéu, ao mesmo tempo que não dá valor a seu corpo de 85 anos, que já não desperta a cobiça sexual, enquanto que valoriza o chapéu de um dia em sua vida, ou seja o valor do tempo é relativo de acordo com o que é valorizado na sociedade e em relação a circunstâncias.

Certamente, se fosse uma jovem que segurasse o chapéu seus interesses seriam também materiais, mas de outra instância: desejo físico pelo prazer em conquistar um homem, ou prazer sexual, e o desejo de conseguir dinheiro ou posiçao através de um relacionamento. Conforme a idade e a sociedade, os interesses mudam e fazem a cabeça do povo. A jovem poderia responder ao cavalheiro:

- O que o senhor está vendo aqui em baixo é o que me dá condições de ter esse chapéu, e segurar esse chapéu é a condição de obter outro... Se os ventos estão ao meu favor, não devo disperdiçar a oportunidade!

Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada
Loading...

Sobre Humor

***Nada mais humorístico do que o próprio humor, quando pretende definir-se (Friedrich Hebbel).
***O humor compreende também o mau humor. O mau humor é que não compreende nada (Millôr Fernandes).
***O humorismo é a arte de virar no avesso, repentinamente, o manto da aparência para por à mostra o forro da verdade (L. Folgore).
***O humor é a polidez do desespero (Chris Marker).
***O humor tem não só algo de liberador, análogo nisso ao espirituoso e ao cômico, mas também algo de sublime e elevado (Freud).

e-referrer